sábado, 9 de maio de 2009

Design: "O Fantasma de Canterville"

sábado, 9 de maio de 2009
Aproveitando que ainda não deu pra postar novas aulas de desenho (e meio que pra justificar o aparente abandono desse blog), informo ao incauto leitor que estive envolvido no projeto gráfico para o espetáculo "O Fantasma de Canterville", um conto do ácido, crítico e bem humorado escritor inglês, do século XIX, Oscar Wilde, encenado pelo Núcleo Eurípedes de Confecção Teatral.
O texto adaptado pelo ator e dramaturgo Aguinaldo Gabarrão e dirigido pelo diretor de teatro José Luiz Sconi conta, de forma bem humorada, a história de Sir Simon de Canterville, um fantasma apegado ao seu passado e às suas tradições.
Ambientado no final do século XIX, o “drama” deste fantasma começa quando uma família americana adquire seu casarão, invade seu espaço e impõe a maneira cética de lidar com os fenômenos espirituais, sem se abalar com as suas aparições.
Abaixo, vemos o cartaz, elaborado pra lembrar, vagamente, o estilo art noveau, com um traço atual, inspirado nas HQs e fanzines. Arte feita no Corel Draw, com imagem digitalizada de arte em nanquim sobre papel Opaline 120g/m.
Cartaz © Fabio Vicente - 2009
Aqui, o ator Gustavo Viggiano e seu retrato, adereço usado em cena, um dos elementos que compõem o cenário da peça.O original do retrato foi uma arte feita em arte pintada em Guache e Ecoline sobre papel Opaline 120g/m, tamanho A4.

O ator Gustavo Viggiano e o retrato, feito por Fabio Vicente

Notem que não há um compromisso com o realismo (nem sei se tenho habilidade para tanto, com os pincéis... hehehehe). É algo mais caricaturesco, pra uma boa visualização no palco. A arte foi digitalizada, adicionada uma moldura em pixels e impressa digitalmente em lona pra uso nas apresentações.

© Fabio Vicente - 2009
O “Núcleo Eurípedes de Estudos e Confecção Teatral” nasceu em 1992, sob o comando de Hamilton Saraiva, Doutor, estudioso e grande profissional da Iluminação, além de apaixonado pelo teatro. Seu intuito foi criar um centro de estudos e aprimoramento das técnicas teatrais de interpretação e dramaturgia, dedicado à pesquisa cênica, com a temática espiritualista, mas, sem o proselitismo religioso.
Espetáculos montados pelo grupo, que foram encenados em várias cidades do estado de São Paulo e Minas Gerais: “Gran Circo Fluídico” (que estreou em 1992 e retornou numa nova roupagem em 2006), “Fim, Começo de Tudo”, “O Folhetim”, o premiadíssimo “Mamma Mia, Nona”, “Bodas de Lata”, “Passagem” e “Fiat Lux”.
Em algumas de suas montagens foi agraciado com o “Prêmio Estímulo Carlos Miranda”, promovido pela Funarte e, também, premiado em diversos festivais de teatro.

3 comentários:

Marcos Maia

Olá! gostei de seu blog e estou add ele na lista de amigos vlw, t+!

Fabio Vicente

Marcos Maia,

Obrigado pla visita e pelo carinho. Continue acessando!
Abraço!

Lê Stockler

Oi! achei seu blog super bacana! ja estou te seguindo!

se puder me seguir tbm ia ser incrivel!

os nossos assuntos sao médio parecidos...

http://lestockler.blogspot.com/

 
Arte Seqüencial, o blog ◄Design by Pocket, BlogBulk Blogger Templates